A troca de informações, experiências e dinheiro, entre países, passou a ser uma rotina. Aliás, eis um fator que explica a sensação de proximidade que existe entre pessoas que, fisicamente, estão tão distantes: a facilidade oferecida pela tecnologia. A verdade é que realizar transações financeiras, por exemplo, nem sempre foi tão seguro. E até hoje deixa muita gente com o pé atrás. Principalmente se forem realizadas entre países. Aliás, outra verdade é que, qualquer que seja o valor, o interesse dos usuários que enviam e recebem dinheiro, entre países, é que seus dados nunca sejam utilizados para outra finalidade. Mas sim, apenas para a realização e sucesso do envio ou recebimento dos valores.

Mas vale lembrar que nem tudo são flores. Quando você precisar realizar uma transferência bancária, é preciso que saiba onde fará isso. A justificativa disso é o fato da instituição escolhida precisar trabalhar com alguns dos seus dados, bem como da pessoa ou local beneficiado com a transferência.

Esse assunto tem muito que falar, sobretudo em tempos como os nossos, quando tantas pessoas estão apostando em recomeçar a vida em outros países. O que isto tem a ver? Que, automaticamente, mais transações financeiras estão acontecendo nas mais variadas distâncias. Só para lhe antecipar, existem não poucas formas de realizar transações e, o melhor disso, algumas delas realmente são seguras. Confira esse guia sobre enviar e receber dinheiro entre países e saiba como fazer essas operações sem ter com o que se preocupar.

Afinal, é seguro? Quem garante?

Uma coisa é fato, no meio de tantas outras: o trabalho remoto acontece também entre países. Você acha que inúmeros profissionais estariam dispostos a prestar serviços para empresas de outros países sem ter certeza de que os valores irão chegar certos e bem contados? E não apenas isso. Você nunca visitou uma loja online e sentiu o desejo de adquirir determinado produto que é vendido apenas no exterior? Acredita que as lojas que exportam direto para o cliente final topam correr o risco de não receber o valor dos seus produtos? Pois bem, sem dúvida esses questionamentos já fazem crer que realmente existe alguma forma segura de assegurar essa viagem de dinheiro de forma segura.

Para garantir que todo o percurso seja feito com segurança, as informações de ambas as partes são criptografadas. Ou seja, elas estão guardadas em sigilo, o que dificulta a ação de penetras que tentam descobrir os dados dos usuários. Aliás, as empresas que trabalham com esse serviço contam com sistemas de gestão e segurança, algumas delas a baixas taxas, que realmente oferecem o que vendem: a sensação e experiência de segurança.

Segurança? Claro!

E não é apenas a sensação de segurança. Oferecer isso é uma obrigação e nada de diferencial, para as empresas que oferecem serviços que lidam com o dinheiro das pessoas. E é por isso que um dos primeiros argumentos que essas empresas utilizam é a garantia de que seu serviço é realizado de forma segura. Vale lembrar que existem empresas que não apenas falam isso aos seus usuários, mas mostram como se dá o processo de transferências e quais as garantias de que o dinheiro realmente vai estar seguro durante todo o percurso.

Se você tem dúvidas não apenas a respeito disso mas também em relação ao funcionamento desse tipo de serviço, acompanhe esse post e saiba mais sobre ele.

Qual o primeiro passo?

Antes de qualquer coisa, analise as possibilidades. Analogamente, confira qual delas melhor se encaixa no seu perfil. É importante que você tenha acesso a informações do tipo: em quanto tempo o dinheiro estará na conta de quem o irá receber e qual a taxa de câmbio, por exemplo. Afinal, estas taxas variam diariamente, por isso esteja atento a taxa cobrada no dia em que pretende realizar a transação. E se falando em taxas, vale lembrar do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras. Só para exemplificar, é um imposto aplicado sobre diferentes tipos de transações financeiras, inseridos em operações feitas por pessoas físicas ou jurídicas. Saiba mais sobre o IOF clicando aqui.

Para conhecer mais sobre as diferentes taxas cobradas, uma ideia é visitar os sites de empresas que oferecem esse serviço e ainda ir até as agências, para fazer simulações e entender todos os processos, desde que o dinheiro sai das suas mãos.

Taxas e condições entre bancos, para contratar o serviço

Só para ilustrar, conheça os principais bancos e suas taxas para esse programa de transferência internacional de valores. Eles trabalham aumentando a concorrência com outras instituições que oferecem semelhantes serviços. Melhor para você, que tende a encontrar um mercado plural que melhor se encaixe no seu bolso.

São inúmeros bancos que prestam serviços em parceria com outras empresas. Isso torna essa operação ainda mais segura, já que passa pela análise criteriosa dos bancos. No final das contas, isso acaba favorecendo a sensação e experiência de segurança em você usuário.

Banco do Brasil

A cobrança é de 1% do valor transferido. Para efetuar, o valor mínimo para contratar o programa é R$ 50,00 e o máximo R$ 250,00.

Banco Itaú

O da adesão ao serviço pode ser entre R$ 140 a R$ 200. Já as taxas, são 0,38% para o IOF, e 1,1% do valor transferido.

Caixa Econômica Federal

A taxa cobrada é de 1% do valor da transação. Este programa tem um custo que pode variar entre 20 e 100 dólares.

Banco Bradesco

O valor pago pela transferência é de até 100 dólares, e a taxa de juros varia de acordo com a quantia transferida.

Note que as taxas são semelhantes mas variam, consideravelmente, os valores pagos para contratar o serviço. Aliás, é preciso levar em conta, ainda, os custos administrativos, de cada banco, para a operação. E ainda entra o IOF e a taxa de câmbio, que varia não só de dia para dia, mas também para cada banco.

E como solicitar o serviço? Você pode escolher uma no meio de várias opções. Hoje os bancos oferecem espaços para lhe deixar por dentro da política de transferências, bem como para solicitá-las. Tanto nos sites e aplicativos, o usuário consegue entender como funciona a operação. E não deixa de entender quanto se vai gastar para vê-la sendo realizada. Sem dúvida, tudo isso é ainda mais fácil quando você procura realizar o serviço em um banco onde já tenha conta aberta.

Qual é a forma mais barata de enviar dinheiro para o exterior?

Embora os bancos sejam uma forma tradicional e segura de enviar dinheiro para outros países, eles não são a melhor escolha em termos de taxas. Em comparação com as taxas cobradas por plataformas como transporte online e TransferWise, suas taxas podem chegar a 8 vezes.

Nesses bancos, o envio de dinheiro para o exterior é muito simples e não há necessidade de pagar taxas elevadas. A plataforma cobra a taxa de câmbio comercial média do mercado, em vez de aumentar as margens de lucro em cima de operações como os bancos tradicionais. Além disso, em comparação com os métodos tradicionais (como bancos e correios), permitem que o destinatário receba o dinheiro em menos tempo.

TransferWise:

Como funciona: Especializada em envio de dinheiro para o exterior, pode ser utilizada em mais de 60 países / regiões. Possui cadastro gratuito e pode ser negociado pelo site, aplicativo ou telefone. Envie dinheiro para o exterior através da conta local da empresa. Ao mesmo tempo, a filial da TransferWise no país de destino entregará o dinheiro convertido.

Taxas e impostos cobrados: Ele usa uma taxa de câmbio média, ou seja, nenhuma margem é adicionada à cotação. Não cobra o dobro da taxa de verificação no banco porque trabalha com parceiros em vários países.

Vantagens: Quando o pedido for enviado, a troca não será alterada em 72 horas. A transação leva cerca de 5 horas ou até 24 horas. O beneficiário não precisa ter conta na plataforma para receber dinheiro.

Remessa Online:

Como funciona: A empresa é especializada em transferências internacionais e possui um processo totalmente online. O pagamento chegará ao destino dentro de um dia útil após a confirmação do pagamento.

Taxas e impostos cobrados: A taxa é de 1,3% sobre o valor, se o valor for superior a US $150 é de 5,90 reais, incluindo imposto.

Vantagens: No Remessa Online, pode escolher entre o registo simples e o registo completo com base no valor anual a enviar. Fornece plano de associação. Bens acima de US $1.500 estão isentos de impostos.

Como enviar dinheiro para o exterior?

É necessário ter em mãos, antes de tudo, os seus documentos, pois é fundamental para a identificação na hora de realizar o envio até o recebimento, como forma de total segurança. Por isso serão necessárias alguns tipos de documentação, como:

  • Se for brasilerio, leve a carteira de habilitação ou identidade (CPF) para cadastro de pessoas físicas.
  • Estrangeiros que moram no Brasil, levar a carteira de habilitação ou carteira de identidade estrangeiro
  • Estrangeiros do Mercosul, levar passaporte ou identidade de estrangeiro
  • Para pessoas de outros países, sem que seja Mercosul bastará o uso do passaporte. 
  • Leve o nome completo, o número do documento, localização e o valor enviado, para a pessoa que irá receber, sem esquecer da taxa de adesão.

Como receber?

Para o recebimento da quantia, já é algo mais rápido, pois você só precisará localizar o agente mais próximo de você e preencher um formulário que será fornecido e colocar nele o número de referência dado pelo remetente e apresentar seus documentos, e após o agente conferir tudo, o dinheiro estará em suas mãos. 

Em que momentos precisará  realizar uma transferência?

Tanto para quem vai fazer uma viagem por pouco tempo e para quem vai passar bastante tempo no exterior, até morar, vai precisar realizar transferências em algum momento. Por isso mostraremos abaixo em que momentos você irá precisar realizar uma, veja abaixo:

  • Compras internacionais;
  • Compras de plugins e ferramentas internacionais;
  • Receber dinheiro do Google Adsense;
  • Estudar fora e precisar pagar a faculdade;
  • Trabalhar como remote job para empresas estrangeiras e receber o salário deles;
  • Direitos autorais como vendas de serviços para o exterior, como programas de computador e receber por eles;
  • Exportação de produtos; 
  • Compra e vendas de imóveis;
  • Serviços contratados fora do país. 

Perguntas e respostas

Confira agora uma série de perguntas e respostas que, de forma objetiva, deverão tirar todas as suas dúvidas. Sem dúvida a partir daqui você terá mais segurança para decidir em fazer ou não transferências bancárias internacionais. Confira!

1. Em quais situações é seguro e arriscado fazer transferências bancárias para o exterior?

Contate uma dessas opções a baixo e sua transferência, além de ser segura, será rápida. Basta pesquisa, conferindo e comparando os dados. Quando se sentir inseguro, procure uma agência e faça a transação pessoalmente. Aliás, essa pode ser uma saída. Mas, sozinho ou acompanhado, é preciso levar em consideração o risco que se corre ao fazer transferência bancária internacional. Já que toda a transação é feita pela Internet Banking, um moderno programa de transação bancária, o risco é ter algum dado seu exposto. Assim, um fraudador poderia fazer outras transações com seus dados.

Na tentativa de combater essas fraudes, os dados são criptografados e, é importante lembrar outra coisa. O ambiente online sempre irá representar algum risco. É importante procurar empresas e agências mais comprometidas com a segurança não apenas dos seus dados mas também do dinheiro aplicado nelas. Sem dúvida, com esse profissionalismo e cuidado, não apenas os riscos serão sempre menores, como também as operações serão mais eficazes.

2. Quanto tempo demora uma transferência entre os bancos tradicionais?

Em média, o tempo é 2 dias úteis. Esse tempo pode cair para um dia, como você vai observar logo mais.

3. Como enviar o dinheiro?

Conheça 4 opções de programas que trabalham com esse serviço. A primeira é o PayPal, uma plataforma eletrônica que realmente oferece segurança. Aqui o usuário possuirá uma carteira virtual, e com os dados dela, poderá fazer transações de envio e recebimento de valores com seus dados do Brasil. Seus problemas podem ser as taxas, que variam entre 6,4%, para o custo da atividade. E a dificuldade que se pode notar é o saque de valores. Estes só podem ser feitos diretamente dessa plataforma se o usuário possuir conta nos Estados Unidos.

A Remessa Online é uma outra opção. Desde 2016 no mercado, ela vem se destacando como empresa que trabalha com esse tipo de serviço. Trabalha com moedas do tipo: dólar, euro e libra. Aliás, apresenta benefícios como o tempo para finalizar a transação (que é um dia útil), os preços da taxas, que são abaixo de concorrentes e usabilidade da sua plataforma, para realizar o cadastro. Suas opções de cadastro (simples ou completo) oferecem descontos e valores elevados para transferência.

O MoneyGram também entra na lista. É uma empresa americana que trabalha com esse tipo de serviço há mais de 80 anos. A empresa trabalha com inúmeras agências credenciadas espalhadas em todo o Brasil. Aliás, para contratar, basta fazer o cadastro das suas informações na plataforma, informar os dados de quem irá receber o valor, efetuar o pagamento da taxa e esperar poucos minutos. Saiba aqui onde está a agência mais perto de você.

Conheça aqui um pouco mais da quarta opção de agência que oferece esse serviço e pode lhe ajudar.

4. Afinal, quais cuidados ter antes de realizar a transferência?

Levando em conta que você já procurou algumas empresas que oferecem esse serviço, vá até o local ou acesso a plataforma online. Certifique-se da presença de alguns elementos que asseguram sua segurança. Alguns deles são estes:

a) Confira o registro da agência no Banco Central do Brasil. A instituição escolhida deve estar de acordo com todas as exigência do Banco e com o status regular, quando no período da sua transação. Faça essa conferência no período em que você pretende enviar ou receber o dinheiro. Mesmo que seja para receber, confira se a agência está regular com seu país nesse período.

b) Confira o valor que será cobrado do Imposto sobre Operações Financeiras. Essa taxa deve variar entre 0,38% e 1,1%, no caso de contas do mesmo titular ou de titulares diferentes, respectivamente.

c) Tenha conhecimento de qual programa e tecnologia é utilizado(a) para a transferência. Uma conhecida e utilizada tecnologia é a Hyper Text Transfer Protocol Secure (HTTPS). Ela garante e mostra como funciona a criptografia dos dados.

d) Analogamente, confira se a plataforma utilizada pela agência é de credibilidade. Outras empresas a utilizam? Quais? Faça essa análise e compare as informações. Tecnologia e plataforma eficazes geralmente atraem muitos negócios. Afinal, escolher uma que não é conhecida ou bem falada pode ser um risco. Apure sempre!

Uma dica

Mas é importante conhecer a fundo as empresas que trabalham com esse serviço e se elas não estão cobrando taxas abusivas. Aproveite para conhecer mais a MNG Brasil. Aliás, esta é uma empresa internacional, presente em mais de 200 países e com uma rede de mais de 340 mil escritórios. Operando desde 1940, com sede nos Estados Unidos, ela sem dúvida sabe bem como cuidar do seu dinheiro e como fazê-lo chegar ao destino sem qualquer risco. Por isso, na hora de procurar uma agência que trabalha com transferências bancárias internacionais, procure por saídas seguras e que lhe mostrem o resultado da experiência no mercado.

Depois de tudo que você viu aqui, não deve haver o que temer quando precisar fazer uma transferência bancária para o exterior. Aliás, tenha sempre em mente que esse serviço deve ser prestado em local que realmente lhe oferece as informações suficientes, de modo a garantir a segurança do seu dinheiro e dos dados, de quem está enviando e recebendo o dinheiro. Dentre as opções que você viu aqui, escolha a que mais lhe for conveniente, a que está mais perto de você, e passe a apostar nesse serviço que, com tantos outros, vem para facilitar sua vida e diminuir a distância entre você e outras pessoas, e negócios.